Sign In
Informações Financeiras

​​​​​Risco Operacional

Este relatório tem por finalidade divulgar os aspectos considerados relevantes da política de gerenciamento de Riscos Operacionais no Banco BNP Paribas Brasil S/A.

Definição de Risco Operacional

Risco Operacional é definido como a possibilidade de ocorrência de perda resultantes de falha, deficiência ou inadequação de quaisquer processos internos envolvendo pessoas, sistemas ou de eventos externos e inesperados. Esta definição inclui o risco legal associado à inadequação ou deficiência em contratos, bem como a sanções em razão do descumprimento de dispositivos legais e a indenizações por danos a terceiros decorrentes das atividades do Banco.

Cultura

O BNP Paribas entende que a adequada gestão do Risco Operacional está diretamente relacionada com o comprometimento de todos os colaboradores e nesse sentido investe constantemente na disseminação da cultura de controle e de um alto padrão de comportamento ético na condução dos negócios em todos os níveis da Instituição, buscando incutir entre seus colaboradores uma consciência mais preventiva do que reativa, mitigando a exposição da Instituição a esses mencionados riscos.

Estrutura/Ambiente

Em linha com os princípios de Governança Corporativa, aos preceitos da Basiléia e às normas do Banco Central do Brasil, o Banco BNP Paribas Brasil S/A possui uma área dedicada à gestão e monitoramento do risco operacional, com políticas claramente definidas e divulgadas a todo Banco, apoiada em processos e ferramentas implementados de acordo com a natureza e a complexidade dos produtos, serviços e atividades do Banco.

A área de gerenciamento de Risco Operacional é suportada pela Alta Administração do Banco BNP Paribas, principalmente por meio do Comitê de Controles Internos e pelo Comitê de Auditoria.

Conforme a definição de Risco Operacional há uma infinidade de situações que podem se caracterizar como sendo um evento associado ao risco operacional. Dessa forma, para um melhor gerenciamento desses eventos o BNP Paribas os tipifica da sequinte forma:

  • Fraude Interna
  • Fraude Externa
  • Demandas trabalhistas e segurança do local de trabalho
  • Práticas inadequadas relativas a clientes, produtos e serviços
  • Danos a ativos físicos
  • Interrupção dos negócios
  • Falhas em sistemas de TI
  • Falhas na execução, cumprimento de prazos e gerenciamento das atividades
  • Erros de boletagem
  • Acordo Comercial

Alocação de Capital

O acordo da Basiléia II estabelece como medida para proteger a solvabilidade das instituições financeiras e as partes envolvidas em seus negócios, a necessidade das Instituições alocarem uma parcela de seu capital com vistas à fazer frente à eventuais prejuízos operacionais.

O Banco BNP Paribas Brasil S/A mantém a posição conservadora de utilizar a metodologia de abordagem básica (BIA – Basic Indicator Approach) para a alocação de capital regulatório para fins de riscos operacionais, em conformidade com as normas do Banco Central do Brasil e de acordo com a natureza e a complexidade dos produtos, serviços e atividades do Banco.

É objetivo permanente do Banco BNP Paribas Brasil S/A aprimorar continuamente a qualidade da gestão de riscos e de controles internos, mantendo padrões elevados de Governança Corporativa.

Plano de continuidade dos negócios

Para reduzir os efeitos do risco operacional, o Banco possui um Plano de Continuidade de Negócios (PCN), o qual é fundamentado numa estrutura de processos contingenciais que asseguram a continuidade de seus negócios diante de situações graves e adversas. Dispomos ainda de instalações externas para assegurar a rápida recuperação das atividades em situações que impeçam o acesso às nossas instalações atuais.

Objetivando a efetividade do PCN, em face a uma situação real de ativação, são realizados testes periódicos das soluções de contingência adotadas, assim como efetuadas avaliações contínuas quanto a necessidade de aprimoramento e evolução dos recursos envolvidos de modo a compatibilizar os resultados esperados frente às variáveis que se modificam ao longo do tempo.

As informações contidas no teor deste documento são avaliadas e aprovadas pela Diretoria do Banco BNP Paribas Brasil S/A.